Anatomia

Olhos

Nos permitem ver

Porém nem sempre somos

Capazes de crer

 

Uma mão pode sentir

O bater de um coração

Mas nem sempre distinguir

Qual lá dentro, a emoção

 

Uma audição

Nos faz ouvir

Até mesmo um perdão

 

Mas a ignorância

Nosso mártir

Impera sobre nós

E a ganância
Por toda parte
Lidera tão feroz

 

Fazendo do mundo

Moribundo

Onde poucos têm voz

 

A anatomia

Perfeita em tudo

O defeito está em nós

 

© PAOLO VALLINARI 2020